TERAPIA

Ansiedade - Diagnóstico e Tratamento

 
ANSIEDADE

Ansiedade é uma combinação complexa de sentimentos de medo, apreensão e preocupação, geralmente acompanhada de sensações físicas como palpitações, dor no peito e/ou falta de ar. Ansiedade pode existir como uma desordem cerebral principal, ou pode estar associada a outros problemas médicos incluindo desordens psiquiátricas.

Um caso crônico recorrente de ansiedade, que afeta seriamente a vida da pessoa, pode ser diagnosticado como desordem de ansiedade. As mais comuns são: desordem generalizada de ansiedade, síndrome do pânico, desordem de ansiedade social, fobias, desordem obsessiva compulsiva e desordem do estresse pós-traumático.

Diagnóstico da ansiedade

Um bom histórico médico e exame físico são essenciais para o diagnóstico inicial de qualquer desordem de ansiedade, a fim de excluir qualquer outra condição médica significativa e tratável que poderia estar causando os sintomas. Histórico familiar de desordens de ansiedade, ou outra doença psiquiátrica, fortalece os indícios para um caso de desordem de ansiedade.

Uma vez que há grande associação entre ansiedade e outros problemas psiquiátricos, incluindo abuso de drogas e depressão, o exame médico deve incluir a verificação de sinais de uso de drogas intravenosas ou episódios anteriores de auto-flagelação.

Visão geral do tratamento da ansiedade

Os sintomas agudos de ansiedade geralmente são controlados com agentes ansiolíticos como os benzodiazepínicos. Diazepam (valium) foi uma das primeiras dessas drogas. Hoje há uma grande variedade de agentes anti-ansiedade baseados em benzodiazepínicos, porém somente dois foram aprovados para ataques de pânico, Klonopin (Clonazepam) e Xanax (Alprazolam). Todos os benzodiazepínicos causam dependência física, e o uso extensivo deve ser cuidadosamente monitorado por um médico, de preferência um psiquiatra. É importante que, uma vez que o paciente seja colocado sob regime de uso regular de benzodiazepínicos, esta medicação não seja interrompida abruptamente.

Alguns dos antidepressivos SSRI (selective Serotonin reuptake inhibitors), ou inibidores seletivos do transportador da serotonina, têm sido usados com variados níveis de sucesso para tratar pacientes com ansiedade crônica. Beta bloqueadores algumas vezes também são usados para tratar sintomas somáticos associados à ansiedade.

Terapia cognitiva e de comportamento são as formas de psicoterapia mais populares e eficientes para tratar a ansiedade. Exercícios e outras atividades físicas também são bons para aliviar o estresse e ansiedade.

Uma variedade de medicações de balcões de drogarias são usados por causa das suas alegadas propriedade anti-ansiedade. Kava Kava é um tratamento herbal popular. Raiz de valeriana, camomila também têm reputação de possuir propriedades sedativa e anti-ansiedade.

Muitos cientistas acreditam que benzodiazepínicos e outros remédios anti-ansiedade são excessivamente prescrevidos e têm potencial de criar dependência. Entre os benzodiazepínicos, Xanax (alprazolam) parece ser o com maior potencial de criar dependência devido à sua rápida ação e curta meia-vida na corrente sangüínea. A interrupção abruta do uso de qualquer benzodiazepínico pode resultar em ânsia, dor estomacal, câimbra, elevação da ansiedade, insônia, entre outros efeitos.

Auto-ajuda e técnicas de relaxamento também desempenham importante papel no alívio dos sintomas da ansiedade. Auto-ajuda inclui dieta apropriada, exercícios físicos, rir, técnicas de respiração, caminhada rápida, sono adequado, etc. Há várias técnicas de relaxamento disponíveis, converse sobre isso com seu médico.

http://www.copacabanarunners.net/ansiedade.html